Quais os melhores investimentos iniciais para você virar empreendedor no setor imobiliário

mercado imobiliário é um dos mais atrativos para empreender e investir. Não é à toa que os grandes investidores têm uma fatia de seu patrimônio em imóveis, fundos imobiliários e crowdfunding imobiliário.

Também não é coincidência que você chegou ao nosso artigo. O seu desejo em virar empreendedor no setor imobiliário está mais vivo do que nunca e, por isso, o interesse em adquirir mais conhecimento e aumentar seu patrimônio.

Se você vai começar a investir no setor imobiliário, leia agora.

Primeiro, avalie as suas finanças

Qual é o seu potencial financeiro para investimento?

Levante informações sobre a sua atual situação financeira, além de avaliar possíveis ferramentas para elevar a força de investimento, como a quitação de dívidas e de financiamentos que arrematam uma quantia considerável todo mês.

Isso porque, além do valor que você tem assegurado, um empréstimo maior pode ser liberado, levando em consideração a sua boa condição de crédito.

Economizar e cortar alguns gastos mensais colaboram diretamente para o seu poder de compra, inclusive a fim de começar a investir em aptos para venda em Salvador.

Comece aos poucos e por perto

Nenhum grande investidor virou referência da noite para o dia, certamente houve um início modesto.

Investir em um terrenoapartamento na planta ou sala comercial próximos da sua região é uma boa escolha, afinal, você tem conhecimento do mercado local e estará por perto em qualquer situação.

Ao entrar no jogo, você entenderá melhor as regras e avançará para outras regiões de acordo com a ascensão de seu conhecimento e patrimônio. Aliás, não há motivos para ficar sempre na mesma na região, sendo que o horizonte de investimentos imobiliários é imenso, trazendo lugares que valorizam mais do que outros.

Conheça o seu perfil de investidor

Conservador, moderado ou arrojado? Respeitar o seu perfil é fundamental, uma vez que ele determina o tipo de risco que você está disposto a correr. Não podemos afirmar que um é melhor do que outro, pois depende exatamente do perfil de cada investidor.

Para entender, veja as diferenças:

  • Conservador: não corre grandes riscos, optando por investimentos menores, mas que lhe rendam um valor mensal;
  • Moderado: escolhe correr riscos um pouco maiores, podendo rentabilizar valores atraentes;
  • Arrojado: disposto a correr riscos bem maiores em aplicações de fundos imobiliários, por exemplo, busca rendimentos que fazem jus ao seu alto investimento.

Para quem está começando, sugerimos que seja conservador, como mencionamos anteriormente. Muito estudo e experiências positivas poderão mudar o seu perfil de investidor com o passar do tempo.

Estude o mercado com frequência

O mercado tem suas armadilhas, comumente dispostas a pegar quem não o conhece direito. Então, antes de investir e durante os investimentos, estude em blogs especializados, faça cursos, leia livros e acompanhe sempre as notícias do mercado.

Pesquise sobre investimentos imobiliários, gerenciamento de propriedades de aluguel, o momento da região em que pretende investir e busque referências de investidores de sucesso.

Saiba quais são os melhores investimentos iniciais

Ao conhecer melhor o mercado imobiliário, os seus investimentos podem iniciar:

Terrenos

É um investimento que sempre terá espaço no mercado, rendendo um bom dinheiro. Dificilmente ouvimos falar que um terreno desvalorizou, não é? Com a expansão das cidades, os terrenos seguem se valorizando.

Imóveis na planta

Comprar um apartamento na planta por um valor menor e revendê-lo com um preço maior, depois de pronto. A modalidade costuma gerar um bom lucro, desde que a sua escolha seja pelas construtoras de credibilidade.

Construir imóveis

Para alugar ou vender, a construção é uma boa alternativa para renda extra com aluguéis ou na venda da obra pronta. Se você tiver uma quantia legal para investir na construção de um prédio, pode ganhar uma grana muito boa na comercialização dos apartamentos.

Imóveis usados

Fique atento à s oportunidades, arrematando imóveis que, por diferentes motivos, podem sair por um valor abaixo do mercado. Você pode comprar apartamentos ou salas comerciais e depois alugar.

Outros tipos de investimentos imobiliários

Nem só de imóveis físicos vive o empreendedor imobiliário. Cada vez mais investidores rentabilizam seus ganhos em outras modalidades de investimentos imobiliários:

  • Ações: renda variável de acordo com as oscilações do mercado. São negociadas na bolsa de valores;
  • Fundos Imobiliários: investimentos em diferentes fundos imobiliários na mesma aplicação;
  • Letra de Crédito Imobiliário: título oferecido pelos bancos, que usam o dinheiro da LCI para emprestar a seus clientes, pagando ao investidor uma quantia mensal;
  • Letra Hipotecária: de renda fixa, a LH é emitida pelas instituições financeiras que emprestam dinheiro para o Sistema Financeiro de Habitação – SFH.
  • Crowdfunding imobiliário: financiamento coletivo, disponível em plataformas, como a Bloxs, autorizada pela CVM por meio da Instrução 588. Nessa modalidade de investimento investidores se unem para financiar projetos imobiliários de até R$ 5 milhões de reais.

Claro que para entrar nesses investimentos, aconselhamos que você aprenda mais sobre eles e converse com os profissionais das instituições financeiras de sua confiança.

Empreender no setor imobiliário é atrativo, concorda? Ao conhecê-lo de perto, suas chances de êxito são reais. Pesquisas, estudos e aproveitamento das oportunidades são aspectos que o bom investidor nunca abandona.

Loft para vender pode ser o primeiro investimento para uma carreira promissora de empreendedor imobiliário, assim como o terreno que vira um condomínio de luxo ou o prédio no bairro que só cresce. Fique de olho!

Compartilhe o artigo e ajude mais pessoas a empreender no setor imobiliário.

Favoritos
Favoritos

Precisando de Ajuda para encontrar o imóvel ideal?

Entre em Contato Conosco